Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FID-BECK - ROLLINGONTHEFLOORLAUGHING

Prá especulação, desinformação e erros ortográficos tó-ká eu!

FID-BECK - ROLLINGONTHEFLOORLAUGHING

Prá especulação, desinformação e erros ortográficos tó-ká eu!

99580460_Patrick-Rock-guilty-NEWS-xlarge_trans_NvB

 

No início desta semana, devido à uma crescente pressão dos meios de comunicação, o gabinete de Theresa May confirmou que as autoridades haviam detido o principal assessor do antigo primeiro-ministro David Cameron, Patrick Rock, em 13 de fevereiro, por suspeitas relacionadas à pornografia infantil.

 

As autoridades ainda não acusaram formalmente Rock, citando a investigação em curso como a razão por detrás do silêncio prolongado do 10 Downing St. Detalhes sobre a cronologia da detenção alimentaram a especulação de que Rock, que renunciou a sua posição em 12 de fevereiro, poderia ter sido avisado por colegas antes da sua prisão.

 

Mas essa não é a única circunstância preocupante em torno do já perturbador escândalo. Para aqueles na comunidade da tecnologia, Rock é conhecido como um dos principais defensores da polémica "guerra à pornografia" do Reino Unido.

 

Mais especificamente, Rock serviu como conselheiro de Cameron para combater a pornografia infantil, ajudando a implementar novos requisitos para os provedores de serviços de Internet britânicos filtrarem os resultados de busca em sites que o governo considerava explícitos. Os novos requisitos, que obrigam os usuários a "opt-in", a fim de verem pornografia online, passaram por pesados escrutínios de muitos especialistas em segurança da Internet,  que sugerem que tais restrições podem ter efeitos arrepiantes sobre a liberdade de expressão. Alguns filtros ISP bloquearam o acesso a recursos de abuso doméstico online, enquanto que outros têm censurado sites focados em saúde sexual e reprodutiva.

 

A prisão de Rock surge num momento em que a opinião pública torna-se cada vez mais desfavorável ​​para a primeira-ministra, cujas medidas recentes  sobre as inundações catastróficas em todo o país não foram  bem recebidas.

 

Dada a natureza do armazenamento de dados, mesmo algumas horas entre uma dica e uma detenção, poderiam hipoteticamente dar à um suspeito tempo suficiente para destruir ou encobrir provas importantes. Tudo isso é um mau augúrio para uma administração que procura aumentar a sua popularidade. Cameron tinha prometido "erradicar" a ameaça da pornografia on-line para crianças, algo que ele havia anteriormente chamado de "ataque silencioso contra a inocência".

 

A prisão de Rock é a mais recente numa série de alegações de abuso sexual infantil a atingir o Reino Unido nos últimos anos. Em 2012, o público britânico reagiu com indignação, depois de centenas de alegações de abuso sexual cometidas pelo famoso apresentador de TV, Jimmy Savile, terem explodido nas redes sociais.

 

BhuiDd2IEAAE5LJ-232x300.jpg

 

Em 2003, centenas de cidadãos britânicos foram presos sob suspeita de possuírem e de distribuírem pornografia infantil, como parte da "Operation Ore". Mais de uma década depois, o seu impacto tem sido atingido com reações mistas.

Enquanto que os suspeitos na operação de ataque maciço incluíam professores, membros do Parlamento, ministros e advogados, continua a especular-se sobre as intenções da elite oligarca londrina em prosseguir com a sua agenda para tentar legalizar a pedofília, ou pelo menos tentar reduzir a idade de consentimento sexual para os dez anos de idade.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D