Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FID-BECK - ROLLINGONTHEFLOORLAUGHING

Prá especulação, desinformação e erros ortográficos tó-ká eu!

FID-BECK - ROLLINGONTHEFLOORLAUGHING

Prá especulação, desinformação e erros ortográficos tó-ká eu!
 
Por Aral Sevla
 
Tudo indica que a histeria americana sobre o alegado envolvimento russo nas eleições presidenciais que destruíram as ambições bélicas de Hillary Clinton está prestes a revelar-se como um autêntico tormento para a liderança política do Partido Democrata.
 
A rede de televisão Fox News lançou uma bomba no circuito político de Washington recentemente, quando citando fontes próximas do FBI, anunciou publicamente que Seth Rich; um funcionário do DNC (Democrat National Convention) e que foi assassinado à tiro no dia 10.07.2016 em Bloomingate, Washington, era de facto o principal fornecedor de informação ao Wikileaks, que desvendou o grau de manipulação existente dentro do campo Democrata especialmente orquestrado de forma a comprometer a candidatura de Bernie Sanders em detrimento da já então mediaticamente eleita-presidente Hillary Clinton.
 
 
 
As revelações na altura, embora fossem rapidamente varridas para debaixo da carpete por parte da mainstream media, tal esforço foi porém insuficiente para poupar a posição de Debbie Wasserman Schultz, que se viu obrigada a resignar do seu posto de secretária-geral, devido essencialmente às suas actividades ligadas à falsificação de votos num considerável número de Estados, onde Bernie tinha claramente chegado à frente de Hillary.
 
Os russos retomaram consequentemente o seu indispensável status de boogeyman no enredo carnavalesco da corrida presidencial, sendo acusados de hacking e de intromissão na campanha eleitoral tentando eleger à todos os custos o seu agente secreto...Donald Trump. Até mesmo Barack Obama acusou Putin de ter pessoalmente enviado toda a informação à Julian Assange, depois de ter adquirido o conteúdo do material usurpado dos computadores do DNC, através do seu pessoal diplomático, que foi em parte eventualmente expulso dos states no final do ano.
 
A morte de Seth Rich foi absolutamente ignorada pela imprensa globalista até recentemente, quando Kim Dotcom, o fundador do site Megaupload, apareceu na cena afirmando que para além de ter conhecido o malogrado funcionário do Partido Democrata, ele sabia que o seu amigo tinha sido o único vazador dos documentos comprometedores ao Wikileaks.
 
Curiosamente, um grupo the hackers investigando a morte misteriosa de Seth Rich, parece estar a penetrar dentro do círculo criminal de Washington e a evidência adquirida até ao momento é simplesmente assustadora.
 
Para começar, Kim Dotcom publicou uma cópia da conta de email de Seth, onde demonstra o envio de material para o Wikileaks através dos serviços de correspondência electrónica do Google.
 
 
O mistério continua com a identificação do primeiro oficial da polícia à surgir na cena do crime, logo depois de Set Rich ter sido baleado numa via pública de grande movimento: Robert Wingate Robinson, que se encontrava de regresso de Georgetown, local onde tinha conhecido John Podesta, o chefe da campanha eleitoral de Hillary Clinton. Ironicamente ou não, a irmã de Robert Robinson trabalha para Hillary Clinton.
 
Embora os registos oficiais confirmem que quando Robert Robinson e outros oficiais encontraram o corpo de Seth Rich, todos eles estavam equipados com as devidas câmaras de filmagem nos seus acessórios corporais, mas a verdade é que o material filmado desapareceu convenientemente, assim como todas as imagens captadas pelas câmaras de vigilância na área do crime tivessem sido apagadas.
 
 
 
Sabe-se agora, que qualquer máquina impressora digital coloca uma série de pontos e de filigrana nas páginas imprimidas, permitindo identificar quem as imprime, onde foram imprimidas e até mesmo que computador foi usado durante a impressão. Acredita-se que apenas uma mão cheia de especialistas no mundo consegue fazer o trabalho de descodificação através de um software apropriado. E no caso deste vazamento ocorrido na sede do DNC, o Departamento de Justiça exigiu a entrega dos scans do material vazado para puder efectuar a identificação do seu perpetrador.
 

Logo após a publicação do material vazado por Seth Rich pelo Wikileaks, um email surgido do hacking sobre o computador de John Podesta - uma outra aventura russa, lol - demonstra a sua determinação em punir o suspeito, independentemente das consequências.
 
 
 
O tão falado encontro entre a Procuradora-Geral Loretta Lynch e Bill Clinton no aeroporto de Phoenix em 2016, parece fornecer uma pista válida para a identificação de Seth Rich como o vazador dos documentos do DNC, uma vez que é o Departamento de Justiça a única instituição capaz de efectuar o trabalho requerido. E Bill Clinton apresentou-se pessoalmente para recolher a evidência.      
Com a morte de Seth Rich, a dança do kan-kan entra em voga globalmente, enquanto que membros apoiantes e colaboradores do Partido Democrático não conseguem esconder o seu regozijo com a morte do seu antigo colega, e continuam ainda hoje, trolling o defunto que se atreveu a demonstrar ao mundo o carácter macabro da família Clinton e dos seus associados.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D